Ford Brasil: história e o porquê do fechamento

Ford Brasil

Depois de produzir automóveis por mais de 100 anos no país, a Ford Brasil anunciou o seu fechamento. Ao que parece, a decisão já estava às portas, já que a fábrica estabelecida em São Bernardo do Campo, por exemplo, já havia finalizado suas atividades.  Desde a sua implantação na fabricação nacional de automóveis, a Ford Brasil alcançou marcos grandiosos. Afinal, apenas em 2020, ela foi responsável pelo 5º maior número de vendas no país.

Este é um dos resultados claros do processo traumático que o mundo vive atualmente. Com a presença teimosa do coronavírus no país, a fábrica vinha acumulando perdas e, por fim, se viu vítima da inviabilidade da produção.

Abaixo, selecionamos os principais pontos para que você entenda como tudo aconteceu.

O Início da Ford Brasil

A Ford Brasil nasceu no país quando ninguém ainda tinha acreditado nessa ideia. Entretanto, a produção em massa de Ford encontrou no Brasil o berço ideal para o seu desenvolvimento. Assim, desde 1919, a montadora se encontrava por aqui. Seu primeiro, e marcante, modelo introduzido no mercado automobilístico brasileiro foi o modelo T.

Quando chegou ao Brasil, a Ford ainda ainda era uma jovem marca. Trazido para o campo da indústria em 1903, o ideal de Henry Ford traduzida na produção em massa marcou a revolução industrial. A vinda da marca para o Brasil fez parte dos primeiros planos de expansão da marca. Logo após se instalar em outros mercados como Canadá, França, Inglaterra, Irlanda e Argentina, Ford enxergou no Brasil um potencial de estrutura e tecnologia.

De lá para cá, muitos modelos passaram pelas fábricas brasileiras. Seu notório crescimento como marca, fez com a Ford se estabelecesse em Camaçari, na Bahia; em Taubabé, em São Paulo; em Horizonte, no Ceará; e em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Entretanto, mesmo após tantos investimentos e, por que não, crescimento econômico mútuo, a marca se viu obrigada a encerrar suas atividades de indústria no Brasil. O que não significa que não veremos mais carros da Ford pelo tráfego, claro.

Entenda o Motivo do Fechamento

Com uma história recheada de sucesso e crescimento, a dúvida do momento é sobre as razões da Ford Brasil para fechar suas fábricas no país. Conforme a própria marca, trata-se de uma reformulação do negócio na América do Sul.

Segundo a própria Ford Brasil, já há algum tempo a marca vinha sofrendo perdas significativas. Desde a crise financeira mundial de 2013, as fábricas da marca no Brasil já acumulavam déficits que vinham sendo cobertos pela matriz americana da marca. Com a explosão do coronavírus e o aparecimento da Covid-19, a crise se agravou.

Além do pronunciamento da própria marca, alguns dos envolvidos no mercado automobilístico arriscam divagar sobre o assunto. Ao que parece, a perda de mercado por parte da Ford Brasil pode também ter outras questões. Uma delas, por exemplo é o fato de não se ver no portfólio da marca grandes inovações. Enquanto as demais marcas inovam e inovam cada vez mais, a Ford pode não ter acompanhado o ritmo das concorrentes.

Os cortes e reestruturações não foram restritos ao Brasil. Ao contrário, a crise parece ter reflexos globais. Isso é demonstrado a partir dos cortes de custos feitos pela marca em fábricas do mundo inteiro. São ações como demissões significativas na Europa e Estados Unidos, além de fechamentos de fábricas na Austrália e na França.

Os impactos do Fechamento da Ford Brasil

Como não poderia ser diferente, o primeiro impacto do fechamento da Ford Brasil se faz sobre a demissão de aproximadamente 5 mil funcionários estabelecidos na América do Sul. Conforme parece, a ideia é definir planos de indenizações e negociações com os sindicatos envolvidos.

Com o fechamento da Ford Brasil, a marca não vai sair definitivamente do país, como muitos pensam. A partir de seu fechamento total, certamente a Ford passará a se manifestar como importadora de veículos da marca. Dessa forma, os exemplares continuarão presentes no tráfego, como outras marcas importadas. Ao que parece, a maioria dos veículos presentes por aqui nos próximos anos serão de origem uruguaia ou argentina.

Apesar do anúncio da finalização de suas atividades, é importante ressaltar que os serviços a veículos da marca continuarão a ser atendidos no Brasil. Para isso, os serviços de manutenção e garantia continuarão sendo fornecidos através do Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia; do campo de provas em Tatuí, em SP; e a sede administrativa para a América do Sul que continuará estabelecida em São Paulo. Além disso, claro, as lojas e oficinas continuarão prestando o apoio necessário aos possuidores de veículos Ford.

Com a saída da Ford, as instalações devem ser vendidas para novos interessados. Inclusive, ao que tudo indica, já há contatos dos representantes políticos dos estados com as embaixadas de outros países no Brasil. A ideia é atrair para os complexos outras grandes indústrias multinacionais.

Para saber mais sobre isso, entre em contato com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.