Sensor de fadiga: o que é e como funciona?

sensor de fadiga

Não é mais surpresa ouvir notícias de acidentes e outros acontecimentos com caminhões nas estradas. Mas, apesar de não ser um fator surpresa, é triste pensar no número de vidas que são afetadas por causa de acidentes no tráfego.

Além de ser uma questão muito triste, os números crescentes de caminhões envolvidos em acidentes no tráfego das estradas ela traz alguns pontos de análise. Quando se pensa que, a esmagadora maioria desses acidentes são causados por causa de falhas humanas, a gente pensa também que poderiam ser evitados ou minimizados. Pois, as principais razões para os esses incidentes nas rodovias do país, são questões físicas como sono e cansaço.

Já que os maiores causadores desse problemas são as próprias limitações físicas, o sistema de gestão de frotas também tem respostas para essas questões. São dispositivos como o sensor de fadiga que ajudam a minimizar os impactos corpo na produção de acidentes

Nesse post, nós vamos te mostrar o que é um sensor de fadiga e por quê ele é tão importante para uma frota.

O Que é um Sensor de Fadiga?

O termo “Sensor” não é desconhecido entre nós. Ele diz de um dispositivo que possa sentir aquelas questões para as quais foi projetado. Um sensor de presença, por exemplo, pode ser uma câmera que funcione a fim de detectar a presença de alguém, ou, quem sabe, pode ser um dispositivo com tecnologia sonora, que dispare todas as vezes que houver identificação de presenças no ambiente monitorado.

Nesse caso, como se trata de identificar o estado físico do motorista em questão, um sensor de fadiga é um dispositivo que monitora o comportamento de um condutor. Da mesma forma, são medidas suas condições de dirigibilidade por meios de alguns sinais.

No caso da gestão de frotas, esse dispositivo geralmente trata-se de uma câmera embarcada no veículo em questão. Ele monitora e acompanha os trejeitos do motorista através de sua face, sendo capaz de identificar sinais de cansaço e fadiga e informar o estado do condutor.

Como Funciona um Sensor de Fadiga

Parece difícil que um objeto de inteligência artificial possa medir o funcionamento biológico de um motorista, não é mesmo? Mas, é isso mesmo. Apesar de parecer incrível, trata-se de um sistema simples, mas direcionado para identificar alguns parâmetros do comportamento do motorista.

Na verdade, o funcionamento do sensor de fadiga busca por ações consideradas foras do padrão. Ou seja, ele acolhe informações sobre ações que não são normais para aquele veículo ou para aquele condutor. Ele faz isso considerando o comportamento do motorista no estágio inicial do trajeto. Assim, a primeira ação do dispositivo é considerar como o veículo se desenvolve nos primeiros minutos da rota. Ele o faz registrando questões como velocidade média, aceleração do veículo e o comportamento do motorista na direção.

Com essas informações gravadas, o dispositivo é programado para considerá-las o padrão para toda a viagem. Caso haja ações que fujam daquelas já registradas, o sensor possui a sua maneira de emitir alertas sobre alteração. Para isso, o equipamento alerta a central de monitoramentos, a fim de informar sobre as condições daquele veículo. Mas, além das informações enviadas para a central, o próprio motorista recebe sinais sonoros sobre o risco.

Além das resoluções imediatas, o sistema também gera relatórios. Eles são uma ferramenta de melhoria e instrumento de decisões assertivas a partir de acontecimentos reais nas estradas.

Benefícios da Utilização do Sensor de Fadiga

Claramente, há incontáveis vantagens na utilização de um sensor de fadiga nos veículos de uma frota. A maioria delas é essencial para o bom funcionamento do tráfego nas rodovias. Se utilizado corretamente, o dispositivo é capaz de proteger a vida dos próprios ocupantes do veículo em questão, como dos demais participantes do trânsito. Mas, além da segurança, como um bônus, estão em jogo otimizações operacionais e economia. Conheça os principais benefícios do sensor de fadiga!

Promoção de economia

Por causa do impacto que o próprio comportamento do motorista tem sobre os acontecimentos na estrada, a utilização de um sensor de fadiga pode promover a economia. Isso porque, evitadas as situações de riscos, evita-se, também, a ocorrência de multas de trânsito, por exemplo.

Além disso, a instalação de um dispositivo dessa natureza também faz diferença na hora da contratação de um seguro. Quando o veículo analisado possui outras formas de evitar ações de risco, a apólice de seguros tende a diminuir os custos.

Monitoramento por vídeo

Como se trata de câmeras embarcadas, com inteligência artificial suficiente para identificar níveis de cansaço, é possível extrair algumas informações importantes. Uma delas, por exemplo, é a produtividade do motorista em cada fase do dia. Através do monitoramento, é possível quais são as partes do dia que pesam mais para o condutor, e em que momento do dia o seu corpo está mais disposto.

Essas informações não são apenas deduzidas, mas sustentadas por um monitoramento de vídeo capaz de interpretar as ações do motorista por meio do seu comportamento durante o trajeto.

Sensor de fadiga

Um dos principais benefícios do sensor de fadiga é, exatamente, o fato de ele identificar os momentos da cansaço do condutor. Por meio dos seus dispositivos sensíveis, é possível identificar os exatos momentos e níveis de distração, atenção e fadiga.

Com essa informação em mãos, ações podem ser tomadas no sentido de evitar ocorrências graves como acidentes. Afinal, além de identificar, a ferramenta também informa a ocorrência, de forma que o despertamento seja instantâneo.

Mapeamento

Como parte de suas tarefas, um sensor de fadiga levanta informações sobre o mapeamento dos riscos. Isso se faz a medida que o próprio dispositivo registra quais são os locais geográficos do trajeto que causam essas sensações de fadigo ao condutor.

A partir disso, é possível compreender que tipo de situações do trajeto impactam na condução do motorista. São questões sobre situação da estrada, declives e curvas, paisagem, movimento do tráfego ou outras questões. Então, com essas informações, o gestor pode implementar ações que afugentem essas sensações em determinado trecho do trajeto.

Identificação

O conjunto de tecnologias adotado pelo sistema de fadiga, é capaz de identificar as condições do motorista através do seu comportamento. Isso significa dizer que, a partir da maneira como age, ele pode dizer sobre o que o seu corpo está sentindo naquele exato momento.

Parece uma informação simplista, mas, é de um grande potencial de aproveitamento. Com essa informação em mãos, o próprio sistema de gestão pode definir melhor o trajeto de forma que se aproveite o auge da produtividade do condutor, enquanto se programa as paradas necessárias para os momentos de cansaço do corpo.

Suporte 24 hs

Além de todas essas boas notícias, mais uma se faz muito importante; o fato de o sistema estar on-line 24 horas por dia. Apesar de os veículos não estarem em atividade sem pausa, o monitoramento está ativo o tempo todo. Isso permite que o sistema de gestão de frotas possa monitorar cada um dos integrantes da frota em tempo real. Logo, com as informações enviadas de maneira instantânea, as decisões também podem ser tomadas em tempo hábil que evitem problemas maiores.

Sistema de Sensor de Fadiga da Econômica Telemetria

A resposta é que; a Econômica Telemetria possui a solução completa em segurança. Inclusive, oferecendo um sistema de sensor de fadiga bastante detalhista funcional. Além de se tratar de software indutivo e de fácil operação.

Assim, a resposta da Econômica Telemetria para os incidentes nas estradas é um programa completo e cheio de vantagens. Entre todas as funcionalidades, essas são as principais:

  • Funcionamento diurno e noturno: Um dos grandes diferenciais do sensor de fadiga Econômica, é o fato de suas funções serem eficazes tanto durante o dia, quanto nos trajetos noturnos;
  • Reconhecimentos padrões do condutor: A partir dos sensores embarcados, o sistema identifica questões como identidade e comportamentos que são próprios daquele condutor. Assim, suas respostas são personalizadas também;
  • Identificação de momentos de distração: Com os registros de comportamentos comuns a determinado condutor, o sistema também informa quando são cometidos momentos de distração;
  • Detecção do consumo de fumaça: Como mais uma de suas funções, o sensor de fadiga também indica a utilização de cigarros no interior do veículo. Isso porque, a utilização de fumo interfere no funcionamento biológico do motorista;
  • Detecção do uso de celulares: Por se tratar de um fator de grande contribuição na ocorrência de acidentes nas vias, o uso de celulares durante a direção também é identificado pelos sensores;
  • Fornecimento de relatórios: Além de todas as questões de segurança, o sensor de fadiga também é uma ferramenta de gestão. Isso porque, o dispositivo também é capaz de gerar relatórios detalhados ou gerais, que acabam por auxiliar os gestores nas tomadas de decisões;
  • Cria Mapas de Riscos: Com a identificação de determinados comportamentos em determinados locais, o sensor de fadiga também cria mapas, identificado quais são os locais geográficos mais propensos a sono e distração de cada condutor;
  • Registros em fotos e vídeos: Durante o seu funcionamento, o sistema também cria um grande arsenal de análise sobre o comportamento do motorista. Isso, inclusive fortalece a possibilidade de identificação de registro de infrações, dando ao sistema de gestão a oportunidade de criar melhorias naquele aspecto;
  • Detecção de sinais de sonolência: Preparado para identificar cada momento em que o motorista está com sono, o sistema ainda emite alertas. Através desses sinais, o próprio condutor é orientado sobre questões de descanso, enquanto o gerenciamento sabe de cada ocorrência dessas.

Para saber mais sobre isso, entre em contato com a gente! O formulário abaixo vai possibilitar que a nossa equipe faça contato com você. Assim, você pode tirar todas as suas dúvidas sobre qualquer aspecto do sensor de fadiga e concluir, por si mesmo, o quanto vale a pena.

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.