Centros de distribuição: Como encaixar em sua operação

Centros de distribuição: Como encaixar em sua operação

Os centros de distribuição têm uma importância crucial na completude da operação logística. Afinal, trata-se de muito mais do que um galpão que armazena mercadorias. Ao contrário, esse tipo de estratégia está se tornando cada vez mais tecnológica, automática e inteligente ao ponto de otimizar os resultados do setor de transportes.

Por causa dessa importância crescente, nós selecionamos aqui as informações mais relevantes sobre o assunto. Tudo para que você consiga adequar à sua operação essa ferramenta incrível.

O que são centros de distribuição?

Também conhecidos como CDs, os centros de distribuição são uma excelente estratégia de circulação mais rápida dos produtos no mercado.

Sua principal função é cobrir melhor o espaço geográfico. Assim, essa é uma maneira a suprir as necessidades dos consumidores de maneira mais rápida e eficaz.

Na prática, são espaços onde se recebe, armazena, separa e envia mercadorias. Aqui, a ideia é fazer com a distribuição seja mais ágil, evitando o acúmulo de mercadorias em estoques e fazendo com que tudo gire conforme a localização do destinatário.

Como encaixar o centro de distribuição em sua operação?

A depender do tipo de transporte logístico que você exerce, convém analisar se vale a pena estruturar os seus próprio sistema de armazenamento e distribuição ou se valer de parcerias com aqueles que já existem. Fato é que, a fim de ter um resultado eficaz em sua operação, certamente o sistema de distribuição fará parte dela em algum momento.

Para provar isso, veja alguns aspectos dos sistemas de distribuição que fazem com que ele esteja diretamente ligado à operação logística.

Recebimento

A primeira tarefa dos CDs prestam um grande papel para a logística. Afinal, trata-se da etapa de recebimento. É aqui que começa a tarefa de um centro de distribuição.

Esse é o momento onde o espaço recebe e confere tudo o que é enviado pelos fornecedores. Essas mercadorias podem ser objetos prontos, matérias-primas, insumos  ou quaisquer outros materiais.

Depois da conferência, passa-se ao processo de emissão de nota fiscal. Afinal, é preciso controlar automaticamente o estoque a fim de embasar todas as demais ações.

Centros de distribuição
Foto: Reprodução/Canva

Movimentação

Como a guarda e distribuição das mercadorias são as principais funções desse tipo de operação, a movimentação dos produtos é uma etapa bastante importante. Afinal, ela exige uma estrutura previamente preparada, além de equipamentos, planejamento e mão-de-obra.

A ideia aqui é prover o ambiente de ferramentas que permitam a movimentação física desses materiais sem causar estragos. Isso inclui equipamentos como empilhadeiras, pallets, guindastes, pessoas e tudo o mais que possa contribuir para um processo seguro.

Armazenamento

O objetivo principal dos centros de distribuição é exatamente aquilo que o seu nome indica: distribuir. Entretanto, antes de chegar ao seu destino final, a mercadoria pode precisar de um armazenamento intermediário. Por essa razão, a guarda desses produtos pelos CDs é temporária.

Essa etapa compreende um espaço físico capaz de atender as necessidades das mercadorias em questão. Assim, a melhor maneira de gerir essa parte do processo é adotando ações que diminuam o desequilíbrio entre a oferta e a demanda. Para isso, são necessárias estratégias de separação e armazenamento, como a divisão por categoria, por exemplo.

Separação

A separação também é um processo importante que precisa ser pensado na hora de encaixar os centros de distribuição em sua operação logística. Pois, é nessa etapa que se finaliza o controle do CD sobre os produtos.

Então, essa é a fase onde a atenção é redobrada. A ideia é retirar as mercadorias do armazenamento e prepará-las para o envio aos seus destinatários finais. Por compreender uma etapa de burocracias e operação manual, é preciso ter bastante atenção para que não hajam reclamações posteriores. Afinal, isso demandaria o refazimento do trabalho, o que também gera mais custos.

É nesse momento que que se prepara documentações, se confere mercadorias e informações, e se posiciona os produtos conforme os pedidos. Como a próxima etapa será o envio, a atenção nessa parte do processo deve ser triplicada.

Centros de distribuição
Foto: Reprodução/Canva

Envio

Por fim, essa é a fase onde os centros de distribuição se conectam ainda mais profundamente ao sistema de transportes. Pois, esse é o momento onde os produtos são levados dos CDs até os consumidores finais.

Com a execução eficaz desses serviços, a próxima etapa é realizada com bastante objetividade. Então, o transporte fará uma entrega mais ágil e eficiente. Assim, cada viagem é capaz de abastecer o destino final com cada vez mais eficácia e aproveitamento, tanto de tempo quanto de espaço e recursos.

Por fim, os centros de distribuição são um ponto importante da operação logística. Conforme sua organização e gerência, os resultados são positivos tanto internamente quanto no mundo logístico macro.

Leia também: Log tech: O que é e qual seu papel na evolução da logística

Descubra também tudo o que você precisa saber sobre telemetria no site da Econômica!

1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.