Manutenção preditiva: O que é e como fazer?

manutenção preditiva

A manutenção preditiva é a inspeção periódica de máquinas e equipamentos com base em dados coletados. Trata-se de um procedimento que pode prever o tempo de vida útil de cada equipamento analisado e, consequente, direcionando sobre a melhor forma de utilização do mesmo. Para saber tudo sobre a manutenção preditiva, o que é e como fazer, acompanhe o artigo até o final.

O Que É Manutenção Preditiva?

A manutenção preditiva se faz mais do que um simples procedimento de manutenção, mas, é também um processo de estudos de suas máquinas utilizado pela empresa. Através dela é possível realizar um acompanhamento dos equipamentos que estão à sua disposição. Isso possibilita o levantamento de informação de condições desses equipamentos, a atenção que deve ser dada para a sua preservação e a melhor forma de utilização do mesmo.

Ela é portanto, um meio de estender o tempo de vida útil dos equipamentos, já que não se trata apenas de prever imprevistos e acidentes. Por isso, tão importante quanto as demais formas de manutenção, a predição antecede a prevenção.

Benefícios da Manutenção Preditiva

Os benefícios deste tipo de manutenção são claros em vários aspectos. Quando enxergada com seriedade ela é capaz de impactar significativamente características como o lucro e a segurança.

  • Diminuição das possibilidades de falhas

Uma das principais vantagens é o diagnóstico precoce e antecipação das falhas. Através da predição, é possível detectar eventos que possam desencadear falhas muito antes de elas representarem perigo. Assim, com base no desempenho de cada equipamento é clara a decisão quanto a intervenção mecânica ou uso eficiente da máquina. A atenção precoce aos equipamentos também impacta na produtividade, logo, a rentabilidade também é afetada. Afinal, o diagnóstico antecipado possibilita solução também precoce, diminuindo o risco de paradas durante o trajeto.

  • Extensão da utilidade dos equipamentos

O fato de passarem por constante manutenção preditiva faz com que os equipamentos durem mais. Isso acontece diante do diagnóstico dado em cada análise de cada item da máquina. Em  um veículo, por exemplo, uma peça que esteja aquecendo mais do que o seu normal, em análise prévia pode ser reajustada. Esse reajuste, além de evitar que outras partes sejam afetadas, faz com essa mesma peça funcione por mais tempo. Como consequência disso, a solução impede que uma nova aquisição de peças seja feita antes do previsto.

  • Economia de recursos

A junção dos itens anteriores desdobram na redução de custos. Afinal, com a diminuição de possibilidades de falhas, diminuem-se também as paradas durante o trajeto. Mais do que isso, diminui-se também o risco de adoção de soluções paliativas e, consequentemente, a substituição precoce de peças. Dessa forma, é possível que a produtividade seja potencializada ao passo que os gastos desnecessários são eliminados.

A extensão da vida útil dos equipamentos também impacta positivamente na economia de recursos. Pois, claramente, o valor aplicado na prevenção é sempre menor que o da remediação. Assim, retardar ao máximo, e de forma segura, o momento da substituição de peças ou do equipamento eleva os lucros e reduz os gastos.

Como Fazer a Manutenção Preditiva

Na manutenção preditiva são considerados vários fatores do equipamento analisado. A partir dessa análise é possível detectar problemas antes que eles apareçam, efetivamente. Entretanto, a solução considera, antes, a descoberta da origem da irregularidade. Os principais sintomas dessas possíveis irregularidades surgem em decorrência da vibração do equipamento, aquecimento excessivo e desgaste de componentes dos óleos utilizados, deterioração por atritos ou defeitos estruturais.

Todos esses fenômenos são detectados por meio do uso de técnicas e equipamentos específicos para cada verificação. Para as possibilidades citadas acima, utiliza-se técnicas de análise de vibrações, termografia, ferrografia, ultrassonografia e análises de pressões. Esses processos coletam dados sobre a origem e a gravidade da alteração.

Por fim, a investigação preditiva dos defeitos futuros adianta as soluções e possibilita um impacto positivo na relação custo x benefícios.

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.