Fiat Fiorino: quanto custa, versões e avaliação

Fiat Fiorino

Não é nada incomum encontrar por aí, no trânsito brasileiro um Fiat Fiorino. Especialmente quando se trata de frotas ou de prestação de serviços, esse é o modelo utilitário mais escolhido entre os usuários. Entre os furgões, inclusive, é um líder de vendas e de utilização. Inclusive, talvez um dos motivos para que isso aconteça seja a disponibilidade de serviços e possibilidades de manutenções espalhadas pela marca porto todo o país.

Entretanto, o Fiat Fiorino possui outros fatores de atração dos condutores. São versões, valores e possibilidades que agregam muito valor ao veículo na hora da procura.

Para saber tudo sobre o Fiat Fiorino, continue lendo o nosso post!

Facilidades Compartilhadas

Apesar de terem algumas diferenças, as duas versões também compartilham alguns aspectos de funções e tecnologias. Com exemplo disso estão os itens de série como alerta de manutenção programada, ganchos para amarração de carga, hodômetro digital, freios com ABS e EBD, iluminação no compartimento de carga, indicador digital de temperatura e níveis de água e óleo, parede divisória em chapa, relógio digital, quadro de instrumentos com iluminação branca, volante espumado, inibidor de marcha à ré e tomada 12v.

Além dessas questões, os dois também possuem a mesma capacidade de carga, que é de 650kg. Como espaço garantido para o trabalho leve as dimensões do modelo alcançam 4,38m de comprimento, 1,92 m de largura e 1,9 de altura, com distância entre-eixos de 2,71m. Com essas dimensões, as versões do Fiat Fiorino conseguem transportar até 3.100 litros de volume em um compartimento de cargas que mede 1,887 de comprimento, por 1,089m de largura e 1,339 de altura.

Ambas as versões também compartilham um motor 1.4 Evo Flex com potência de 85 cv quando utiliza a gasolina como combustível, e 88 cv quando o combustível escolhido é o álcool. Também em ambos, a transmissão de marchas funciona a partir de um câmbio manual de 5 velocidades.

Quando o assunto é consumo, as versões também compartilham a capacidade. Se abastecido com álcool, o Fiat Fiorino chega a fazer 7,5 km/l na cidade e 8,3 km/l na estrada. Já, quando abastecido com gasolina, o desempenho aumenta para 10,7 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada.

Fiorino 1.4

Para 2021, a Fiat lançou duas versões do Fiat Fiorino. Uma delas é o Fiorino 1.4. Apesar das características compartilhadas, cada um deles possui características especiais que fazem que sejam versões diferentes. No caso do Fiorino 1.4, por exemplo, além de todos os itens de série compartilhados, há a possibilidade de aquisição de rádio. Tudo a partir de um sistema de predisposição que já vem instalado.

Por se tratar de uma versão mais simples, o Fiorino 1.4 também chega ao mercado com um preço menor. Seu valor é partir de R$ 68.290,00.

Fiorino Hard Working

Como sempre, todo modelo tem suas versões melhoradas. Esse é o caso do Fiat Fiorino Hard Working. Além de todos os equipamentos de série compartilhados com o Fiorino 1.4, essa versão traz ainda mais opções de conforto para os usuários em potencial.

Na versão Hard Working estão disponíveis, além dos itens compartilhados, banco com regulagem e tecido exclusivo, volante com regulagem de altura, ar-condicionado, computador de bordo, vidros elétricos dianteiros com o sistema one touch, travas elétricas, conta-giros, direção hidráulica, predisposição para som, faróis de neblina, porta-luvas iluminado e outras facilidades.

Essa versão segue para o mercado custando um valor a partir de R$77.790,00

Versão Ambulância

Além das duas versões oficiais, há também a disponibilidade do veículo para utilização como ambulância. Nesse caso, trata-se de uma ambulância para simples remoção, que pode ser utilizada em casos de transporte de pacientes que não correm risco de vida.

Sua comercialização já é feito contando com toda a equipagem que se faz necessária nesse traslado. Para isso, o interessado deve desembolsar algo a partir de R$ 99.790,00

Revisões

No quesito revisões, espera-se que elas sejam necessárias a cada 10 mil km rodados ou após o intervalo de um ano. Nesse caso, a condição que ocorrer primeiro deve determinar que já é o tempo de levar o carro para uma revisão.

Em cada uma das revisões são recomendados alguns ajustes, além das avarias que possam ter ocorrido durante a utilização. Entre eles estão o óleo do motor e filtros de óleo e de ar do motor, que devem ser substituídos na primeira revisão.

Ne segunda, a recomendação é para que sejam trocados novamente os itens já citados e ainda o filtro de combustível. Quando do momento da terceira revisão, é hora de trocar os itens das anteriores acrescidos das velas de ignição do motor. Na quarta revisão, repete-se o procedimento da segunda. Na quinta, retorna-se aos procedimentos feitos na primeira revisão. Por fim, na sexta revisão é recomendado que sejam repetidos os procedimentos da terceira revisão mais a troca da correia poly-v e correia-dentada.

Ao obedecer os procedimentos corretos orientados pela marca, os proprietários do Fiat Fiorino diminuem os riscos de sofrer danos grandes enquanto prestam seus serviços.

 

Deseja saber mais? Fale com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.