Checklist de proteção da sua frota

 

checklist de proteção

Cuidar de uma frota vai muito além do direcionamento de cargas e da potencialização dos serviços. Um bom gerente cuida para que tudo esteja em perfeito funcionamento desde cada veículo constante na frota até o seu motorista e tudo o que acontece nas estradas.

Quando se trata de cuidado com os veículos, fazer um checklist de proteção é muito importante. Através dele é possível identificar quais os veículos podem produzir mais e quais necessitam de mais cuidados antes de enfrentarem as estradas. A partir de uma lista de itens a serem verificados, o gestor garante que todas as brechas de incidentes por falta de atenção sejam fechadas.

Como Fazer um CheckList de Proteção

Para fazer o seu checklist de proteção de frotas você utilizará o critério que melhor se aplique ao caso. De maneira geral, esse tipo de registro é feito a partir de uma planilha especialmente montada. Nela constam os itens que precisam ser verificados e os detalhes que o gestor precise saber.

A ideia é montar as informações em forma de lista, de maneira que nenhum item importante passe desapercebido. Assim, o conferente pode ir marcando na planilha cada item verificado e suas condições. Essa planilha pode ser feita de maneira física ou automatizada, a depender do desprendimento de quem o utilizará. O mais importante, nessa questão, é que haja a maior riqueza de detalhes possível nas informações. Pois, elas servirão de base para garantir a segurança do veículo, carga e seus ocupantes e, também, serão base para a tomada de decisões por parte da gestão de frotas.

Embora a escolha a respeito do tipo de checklist seja de cada gestor, há que se considerar a praticidade e instantaneidade das planilhas digitais para esse tipo de serviço. Caso seja uma solução possível, a utilização de planilhas digitais agiliza o processo, uma vez que as informações são transmitidas de maneira instantânea. Além disso, com elas evita-se o risco de perdas de dados ou de extravios da planilha.

Vantagens de Utilização de um CheckList de Proteção

Realizar o checklist de proteção antes de sair para qualquer viagem pode garantir vários benefícios. E, o primeiro deles tem a ver com economia de tempo. Com o checklist devidamente realizado, o tempo de inspeção a que o veículo possa ser submetido vai utilizar menos tempo, já que o trabalho já foi adiantado.

Mais um dos benefícios diz respeito a melhoria na comunicação entre os operadores da frota. Através dessas informações é possível que mecânicos, motoristas e os próprios gestores se comuniquem sobre as condições do veículo e o seu desempenho, bem como as possíveis soluções para cada problema já existente ou em potencial.

Além das vantagens já citadas, o conhecimento sobre o real estado de cada veículo propicia a tomada de decisões imediatas. A partir do checklist de proteção é possível saber aquilo que precisa de intervenção e, consequentemente, que a resposta seja procurada de forma imediata.

Por fim, a realização de checklist de proteção transforma o gerenciamento das frotas em algo mais eficiente. Eliminando as ineficiências de inspeções pelo caminho. Além de evitar a ocorrência de incidentes nas vias por questões que poderiam ter sido resolvidas previamente.

Principais Itens do Checklist

O máximo que se consiga considerar na hora de realizar o Checklist de proteção, tanto melhor. Isso porque são eles que determinarão a aplicação de manutenções preventivas e outras decisões. Mas, há os principais itens que não devem, de forma alguma, ficar de fora da análise. Pois, são personagens cruciais no funcionamento do veículo e segurança do trajeto.

O primeiro deles é a pressão dos pneus. Como se sabe, por estar em contato direto com o solo, os pneus participam diretamente do desempenho do veículo. Quando estão mal calibrados, podem causar impactos negativos na dirigibilidade. Além disso, o fato de estarem mal calibrados faz com que os pneus exijam mais esforços do motor e, consequentemente, mais combustível. Isso força o trabalho mecânico e o abastecimento, gerando mais custos.

Durante o checklist, uma atenção especial deve ser dada também às condições do óleo de motor e os filtros envolvidos no processo. É preciso estar atento às trocas regulares, obedecendo sempre as instruções dadas pelo fabricante, que sempre consideram tempo ou quilometragem rodada.

Por se tratarem dos principais itens de segurança de um veículo, os freios devem estar sempre em suas melhores condições. Por essa razão, o checklist deve considerar a análise desses itens de forma muito cuidadosa. Ao menor sinal de desgaste de qualquer item da composição do sistema de freios, deve-se tomar atitudes de melhoria.

Além dos aspectos mecânicos, a parte elétrica também merece atenção do checklist. No momento da análise devem ser verificados pontos como limpadores de para-brisa, luzes e todos os demais componentes elétricos. Antes da saída para a viagem, o condutor e a gestão precisam estar cientes do pleno funcionamento de itens como faróis, luzes de freios e de ré, pisca-alerta e tudo o mais que demande alimentação do sistema elétrico. Cada uma dessas questões tem uma função crucial no trajeto e, por essa razão, devem estar em pleno funcionamento.

Para saber mais sobre isso, entre em contato com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.