Gestão de equipes: como fazer

gestão de equipes

Embora a tecnologia esteja cada vez mais atenta às necessidades logísticas, ainda não inventaram um software que substitua as pessoas. Isso porque, algumas tarefas requerem mais pessoalidade e um raciocínio que só uma cabeça humana produzir. Então, se atentar para a importância da gestão de equipes ainda é a solução mais produtiva de gerenciamento.

A força do trabalho em equipe vai muito além da concretização da tarefa. Na verdade, a sinergia empregada por mais de uma pessoa na realização de um único objetivo final pode transformar o resultado final. A junção das forças para um objetivo aumenta a chance de satisfação do consumidor final e diminui a chance de erros nos processos.

Entretanto, exatamente por se tratar de pessoas, a ação de gerir também requer artifícios mais pessoais, humanos e, ao mesmo tempo, que potencializem os resultados. Para ajudar no processo, reunimos aqui as principais informações e dicas para uma boa gestão de equipes.

O Que é Gestão de Equipes

A gestão de equipes é a função de controle sobre grupos de trabalho que se movem para um mesmo objetivo. Além de garantir a produção e o alcance das metas estabelecidas, uma boa gerência tem a importante tarefa de manter a turma motivada, engajada e em constante produção.

Entre as funções importantes da Gestão de Equipe está o desafio de extrair o que há de melhor em cada colaborador, e transformar isso em produtividade. Manter uma equipe homogênea, forte e produtiva eleva a empresa em questão para patamares diferenciados.

Como Fazer uma Boa Gestão de Equipes

No processo de gerência de pessoas, é importante entender que as variáveis devem ser consideradas. Por não se tratar de um amontoado de máquinas, é preciso ter jogo de cintura para entender que as questões se movem e, portanto, a gestão de equipes deve considerar respostas diferentes para situações parecidas. E, portanto, manter homogênea uma equipe requer tática, prática, conhecimento, autoridade e inteligência.

Envolva os Seus Colaboradores na Causa

O primeiro passo para conseguir o compromisso de alguém é envolvê-lo na causa em questão. Independente do tipo de serviço a ser gerido, o resultado final é sempre atender a algum tipo de necessidade. Então, o colaborador precisa se sentir parte do resultado. Conhecer os impactos do produto ou serviço no desenvolvimento da comunidade desperta o senso de pertencimento. Em seguida, a identificação com a causa gera estímulo produtivo.

Conheça a Habilidade de Seus Colaboradores

Apesar da facilidade em desenvolver novas tarefas que o ser humano normalmente possui, algumas habilidades naturais podem ser melhor direcionadas depois de descobertas. No âmbito da gestão de equipes, descobrir esses dons pode ser bastante proveitoso. Dando aos colabores a oportunidade de apresentar os seus talentos, eles podem ser movidos na equipe de maneira a potencializar o seu trabalho no processo como um todo. Dessa forma, o relacionamento se torna uma via de mão dupla, que oferece experiência e oportunidades de crescimento, e recebe de volta em otimização dos resultados.

Seja o Exemplo a Ser Seguido

No âmbito da gestão de equipes, o controle e supervisão são tarefas fundamentais. Aliás, elas garantem não apenas o cumprimento de protocolos, mas a manutenção do fluxo de resultados e, muitas vezes, a segurança dos próprios colaboradores.

Entretanto, quando se trata de direcionar pessoas, fazê-las perseguir um objetivo se torna uma tarefa difícil se elas não têm um exemplo. No caso da gestão de equipes o gestor não é apenas aquele que aponta o caminho, mas o que vai à frente da equipe. Não se pode então exigir pontualidade e responsabilidade com históricos contrários. É com honestidade que se estimula a honestidade. Com paixão se estimula paixão E, com produtividade, se estimula a produtividade.

Feedbacks

Dar aos colaboradores uma espécie de retorno de suas atitudes também é uma boa estratégia a ser utilizada na gestão de equipes. Isso pode ser feito a partir de análises de comportamentos específicos ou por meio de reuniões coletivas. Talvez a melhor forma de alcançar o resultado pretendido seja aliar essas duas questões.

Assim, o ideal é manter uma rotina periódica de prestação de contas. Nessas oportunidades, é o tempo de enaltecer as conquistas e alcances de metas e estipular novos comportamentos para aquilo que não deu certo. De maneira paralela e individual, os colaboradores também podem ser acompanhados, recompensados incentivados ou advertidos.

Estimule os Diálogos

Entre os colaboradores, objeto da gestão de equipe, certamente há uma gama bastante aproveitável de ideias e capacidades. Mas, elas só serão descobertas quando a equipe possui espaço para falar sobre o assunto. Além do aproveitamento produtivo, o estímulo aos diálogos também ajuda a identificar problemas e pontos de melhorias, inclusive na própria gestão de equipes. Promover, então, oportunidades de diálogos abre espaço para crescimento dos colaboradores de maneira pessoal e em equipe.

Para saber mais sobre isso, entre em contato com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.