Logística Outbound: o que é e como funciona

Logística outbound

Enquanto a logística inbound se preocupa em gerenciar os processos internos, a logística outbound cuida para que os processos a partir da produção completem um bom processo. Afinal, considerar que uma boa logística compreende desde a produção até a satisfação do cliente final, é natural cuidar para que todas as etapas funcionem perfeitamente.

Assim, a fase do trabalho permite o contato entre o produtor e o consumidor final merece toda atenção. Trata-se de um processo crucial, considerando que o consumidor final é a última, e talvez mais importa, ponta da relação.

Entenda tudo o que você precisa saber sobre a logística outbound!

O Que Logística Outbound?

Após o processo produtivo, têm-se os processos de traslado do produto até o seu destino final. Essa fase do processo é denominada logística outbound, e cuida que para que cada elemento produzido chegue no tempo e nas condições ideais até o seu destino.

Embora não se possa dizer que essa fase da logística seja a mais importante, ela é a mais expressiva frente ao consumidor final. Pois, é esse o contato mais próximo entre o cliente e o fornecedor que está distante. Assim, se executada corretamente, a logística outbound pode conquistar e fidelizar o cliente final.

Por essa razão, é extremamente importante estar atento às melhorias possíveis. Questões como estratégias de entregas, otimização de rotas, diminuição do tempo da entrega e tudo o mais que possa impactar no resultado final deve ser cuidadosamente traçadas.

Fases da Logística Outbound

Entre as principais fases desse processo de finalização da relação, estão as seguintes.

Distribuição e movimento de cargas

O processo de logística outbound começa com a distribuição e movimentação da carga. Esse é um momento que deve ser estrategicamente traçado, considerando os melhores meios de transporte para o acondicionamento da carga e a melhor forma de fazê-la chegar ao seu destino.

Transferências de produtos para centros de distribuições

Conforme é sabido, o sistema rodoviário brasileiro conta com artifícios que visam facilitar o processo logístico. Entre eles está a utilização de centros de distribuição para armazenagens e realocações de entregas. Então, a forma com que se realiza essa fase é muito importante para o resultado final. Momento em que a logística outbond precisa se apresentar com as melhoras saídas.

Planejamento de rotas

A logística outbound também compreende a escolha e otimização dos trajetos que cada produto fará até chegar ao seu destino. Nesse momento do processo, o ideal é pensar em caminhos inteligentes, econômicos e seguros. Além disso, claro, aquele que desenha a rota deve estar atento às praticidades possíveis. Assim, ele deve considerar cada destino e a melhor forma de atingi-lo, fazendo do caminho uma ferramenta de produtividade e economia.

Monitoramento de cargas

Ao colocar os veículos nas estradas, o sistema logístico também precisa receber as informações durante o trajeto. Para isso, há diversas soluções de rastreamento veicular que podem ser adotas pela gestão de frotas. O uso do sistema correto potencializa a segurança do motorista e da carga. Além disso, o monitoramento dá ao sistema gestor informações sobre o trajeto e possibilidades de ação imediata na medida dos acontecimentos. Tudo isso é parte da logística outobound.

Contratação de transportadoras

Às vezes, terceirizar o processo da entrega é a melhor solução. Mesmo que seja esse o caso, a logística outbound também deve se preocupar com esse processo. Assim, o processo começa na escolha da distribuidora. Antes de se decidir, é importante verificar os níveis de confiabilidade e de resultados de cada opção.

Entrega para o cliente final

Uma boa logística outbound precisa cuidar para que cada produto chegue ao seu destino em um bom prazo em em perfeitas condições. Isso compreende todos os cuidados já citados e mais. Além de chegar até o consumidor final, cada produto deve estar em condições consideradas perfeitas pelo cliente. Afinal, todo o desenvolvimento do processo é desenvolvido a fim de que o objetivo final seja cumprido. Então, além de cuidar de cada detalhe do trajeto, o processo também precisa considerar o momento exato da entrega. O ideal é que cada cliente receba exatamente o que pediu, como pediu e, se possível, em menor tempo do que a expectativa inicial prevista.

Planejamento para a troca de produtos

Embora a entrega ao cliente final pareça ser a última fase, na verdade, há mais uma questão com o que se preocupar. Além de fazer com que o produto chegue corretamente, a logística outbound deve se preparar para as possíveis necessidades de retorno dessa mercadoria. São casos que acontecem em virtude das condições em que o produto chega, ou simples questões de arrependimentos. Seja o que for, garantir a satisfação do cliente passa por garantir o seu direito de troca ou devolução. E, isso não pode passar desapercebido pelo sistema logístico.

Quer saber mais sobre o assunto? Fale com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

One Response