Condomínio logístico: o que é e como funciona

condomínio logístico

Especialmente neste tempo pandêmico, várias vertentes no mercado logístico tendem a sofrer mudanças. É o caso, por exemplo, da adoção do condomínio logístico como estratégia de economia e potencialização da produção. Embora seja um termo presente há bastante tempo no mercado, é uma ação que vem ganhando força nos últimos tempos. Além disso, é uma solução bastante possível para os anos pós pandemia que vêm por aí.

Ainda outras razões são apontadas para a necessidade da adoção do condomínio logístico. Elas se dão, por exemplo, por causa do crescimento natural da produção. Considerando que o aluguel individual de espaços e galpões estrategicamente localizado é bastante caro. Dividir essas responsabilidades com outros empreendedores tem sido uma boa solução. Assim surge a necessidade de dividir ambientes e custos enquanto a produtividade é aumentada.

O Que é Condomínio Logístico?

O condomínio logístico é uma estrutura fechada especialmente preparada para receber produtos para armazenagem. De maneira geral eles dispõem de uma infraestrutura pronta para ser utilizada. São locais com espaço e equipamentos de movimentação de cargas de todos os tipos. Como a principal função desses locais é servir à logística, eles podem atender a um grupo ou empresa específica.

A principal ideia desse tipo de negócio é reunir em um só lugar o armazenamento e processamento de mercadorias. Assim, todos as necessidades dessa parte do processo logístico são supridas de forma especializada. Por serem localizados em locais estratégicos, os condomínios logísticos concentram as tarefas de recebimento e armazenamento em um só lugar. Como resultado disso, as empresas especializadas na própria logística podem dividir o espaço e as despesas com outras empresas que têm a mesma finalidade. Ao final de tudo, todos saem ganhando com produtividade e economia de recursos.

Como Funciona o Condomínio Logístico?

Na prática, uma estrutura de condomínio logístico pode funcionar de variadas formas. Essas formas dependem da necessidade das empresas logísticas e das estruturas dos condomínios em questão.

    • Monousuário – Nessa categoria, embora seja especializado na prestação desse tipo de serviço, o condomínio logístico possui estrutura para oferecê-lo a apenas um usuário de cada vez;
    • Flex – Já o condomínio Flex existe a fim de compartilhar os seus serviços com empresas diferentes. Mas, embora sejam diferentes empresas, o serviço é padronizado;
    • Misto – Nesse caso, o condomínio é desenvolvido para a estocagem e movimentação de produtos. Esse tipo de condomínio pode ser visto, por exemplo, no serviço logístico de grandes varejistas como Centros de Distribuição;
    • Armazéns – Para facilitar a estocagem de grande número de mercadorias no sistema de paletização. Por se tratar de uma estrutura articulada, é a preferida dos grandes varejistas;
    • Cross-docking – Nesse caso o condomínio logístico não diz respeito exatamente à armazenagem de mercadorias. Nesse caso, o sistema funciona como um centro de redistribuição de produtos. Assim, quando alguém faz uma compra online, por exemplo, ela é enviada para o condomínio logístico e, de lá, despachado. Assim, a ideia é lidar apenas com recebimentos e despachos.
    • Industrial – No condomínio logístico industrial o espaço funciona de maneira bastante flexível. Sua função é atender às necessidades urgentes, ainda que provisórias, de determinada empresa. Assim, a estrutura sofre alterações e na sua forma de funcionamento, podendo ser tudo ao mesmo tempo. Tudo isso desde que sejam atendidas as necessidades condominiais de cada cliente.

Vantagens da Adoção do Condomínio Logístico

Apesar de já ser um sinal de evolução, o Brasil ainda caminha pela adoção do condomínio logístico como algo comum. Mas, alguns impactos reforçam os benefícios desse tipo de utilização de serviços.

A primeira vantagem desse tipo de serviço é um reforço para a segurança. Nesse tipo de relação são reduzidos os riscos de furtos e roubos além de dispensar contratações como escoltas e vigias. Dessa forma, o condomínio logístico também promove economia. Isso acontece porque, esse tipo de sistema permite que um mesmo espaço seja compartilhado por mais de uma empresa. Além de dispensar a compra de um terreno específico e a montagem de uma estrutura, tendo mais gente para pagar a conta, a manutenção acaba por ficar mais barata.

Por se tratar de um serviço direcionado, o condomínio logístico também é capaz de oferecer um serviço mais especializado. Desde a gestão até a operação, tudo pode ser direcionado para o funcionamento operacional. Dessa maneira o serviço se torna mais profissional.  É o caso, por exemplo, da possibilidade de oferta de serviços como alimentação, hospedagem, treinamentos e saúde para os usuários desse tipo de condomínio.

Por fim, embora não menos importante, a utilização desse tipo de serviço também proporciona mais espaço e flexibilidade para o crescimento. A partir da especialização é possível expandir serviços e espaços sem que haja a necessidade de mudança de endereço. Como resultado, os empreendimentos se tornam referências locais de instalações.

Que saber mais sobre o assunto? Basta entrar em contato com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

 

Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.