5 dicas para sua gestão de frotas

dicas estão de frotas

A rotina exigida para uma boa gestão de frotas não é algo tão simples como se pensa. Por exigir muitos e diferentes processos, nem sempre é possível manter debaixo dos olhos cada centímetro do funcionamento de cada etapa. Mas, obviamente, o controle é um aspecto necessário e, por que não dizer, crucial para o pleno funcionamento da logística.. Por essa razão, dicas de gestão de frotas são sempre bem-vindas.

Então, estão selecionadas a seguir, as principais as atitudes que devem ser mantidas para um bom funcionamento da gestão de sua frota.

Planeje Objetivamente

É impossível gerir de maneira plena, qualquer que seja o projeto, sem a definição objetiva e clara das metas e objetivos a serem alcançados. E, então, para que os objetivos sejam alcançados é necessário traçar também um caminho que vá até eles.

Assim, a primeira das dicas de gestão de frotas é a criação de planos para funcionamento a curto, médio e longo prazo. Após saber onde se quer chegar, fica mais fácil caminhar e se fazer seguido pelos colaboradores.

Determinar então, alvos a serem atingidos a curto prazo requer ações que possibilitem esse atingimento. Da mesma maneira, os alvos a médio prazo e, por fim, aqueles para um prazo mais distante. As principais dicas de gestão de frotas nesses quesitos requerem trabalho determinado, direcionado e intencional. A partir dos esforços específicos para os alvos também específicos, se forma uma força de trabalho sinérgica apontada para o alvo maior.

Conheça Todos os Processos da Gestão de Frotas

A análise dos processos que compõem a gestão como um todo, bem como o desenvolvimento de cada método desenvolvido é também parte especial das dicas de gestão de frotas. Afinal, através do conhecimento de cada etapa é possível especificar áreas, informações e recursos envolvidos em cada uma delas. A partir disso, serão claros também onde estão os gargalos de recursos e quais as soluções possíveis para saná-los.

Reconheça as Falhas e Invista em Melhorias

Conforme já se viu, a principal forma de conhecer as possíveis falhas na gestão está em conhecer e monitorar cada processo individualmente. Após a identificação dos problemas e necessidades apontados pelo mapeamento, é hora de partir para as correções.

De imediato, seguir as dicas de gestão de frotas no sentido de sanar os defeitos identificados no levantamento de informações, é o primeiro passo. Afinal, se os problemas já existem devem ser acompanhados de soluções, práticas, seguras e sustentáveis.

Além, disso o processo em questão permite a percepção de ações e decisões que não funcionaram como deveriam. Se for esse o caso, o processo de crescimento requer reconhecimento das falhas e visão de mudança de rumos. Mais do que isso, é de fundamental importância identificar os processos e etapas que, embora estejam funcionando, podem ter suas respostas potencializadas através de melhorias. E então, é partir para o ataque!

Fique de Olho nos Indicadores de Desempenho

Entre as dicas de gestão de frotas, aqui está uma daquelas considerada de ouro. Pois, conhecer e mapear os processos práticos é muito importante, mas, deve vir acompanhado do controle de indicadores de desempenho.

Além do funcionamento operacional, a logística deve ser funcional também nos resultados. Isso significa dizer que a relação entre o funcionamento dos processos e os resultados dos mesmos deve ser sempre positiva. E, é analisando essa relação que o gestor pode tomar decisões acertadas para cada passo a ser dado.

Os indicadores mais comuns utilizados como bases para essa análise compreendem aspectos como; custos de manutenções, tempo de ociosidade dos veículos, gastos combustíveis e multas e a análise da utilização da capacidade dos veículos. Com tudo isso em mãos, o caminho trilhado será cada vez mais produtivo.

Monitore os Prazos

Tudo no sistema logística funciona com o estabelecimento e cumprimento de prazos. Essa máxima se aplica tanto ao processo operacional quanto de gerência. E, com a rotina apertada, muitos gestores descuidam de prazos importantes no processo e que podem fazer muita diferença.

A perda de prazos também culmina na ocorrência de multas e prejuízos financeiros que, ao final de tudo, são significativos. Mais do que isso, a própria gestão de frotas paga um preço alto que pode ir além dos prejuízos financeiros. A perda de prazos de renovação de documentos, por exemplo, pode parar um processo de produção com o recolhimento do veículo até a resolução do problema. Como é possível perceber, além da ociosidade do veículo há um desperdício de potencial que poderia estar sendo usado na produção. Claro que, o mesmo princípio pode ser aplicado em todas as outras fases do gerenciamento.

Dicas de gestão de frotas são, portanto uma grande arma de alcance dos objetivos. Ao se atentar para questões que parecem simples, mas que podem passar desapercebidas pode ser a chave para os novos rumos da gestão de frotas.

Quer saber mais? Fale com a gente!

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Gostou? Então compartilhe!

Comments are closed.