Itinerário: o que é?

itinerário

Conforme definição do dicionário, itinerário diz respeito a uma distância ou caminho a ser percorrido. Entretanto, no mundo da logística, o itinerário adquire sentido ainda mais expandido quando aplicado às rotas que devem ser traçadas para que os produtos cheguem aos seus destinos. O que significa dizer que, em um percurso logístico, o itinerário também é a descrição do caminho, e não apenas a determinação dos pontos de saída e destino.

Formação de Itinerário Logístico

Os itinerários logísticos consideram a criação de pontos estratégicos durante o trajeto. Afinal, na maioria das vezes, as frotas viajam com cargas fracionadas e destinos diversos, o que exige um planejamento específico.

No transporte público, criam-se pontos do itinerário que atendam efetivamente ao público pretendido. Entretanto, a forma mais comum de fazê-lo é usando pontos estratégicos georreferenciais. Dessa forma, escolhe-se pontos de referência considerados de fácil acesso para a aglomeração da maioria dos interessados alocados naquela área.

Porém, no transporte logístico, a estratégia mais utilizada é a denominada “porta à porta”, pois, a maioria das cargas têm um destino fixo específico à espera do produto. Excepcionadas as cargas de meio, que ligam uma determinada carga á um outro operador logístico, as cargas destinadas a clientes finais seguem um trajeto com vários pontos de entrega. E, um bom itinerário pode otimizar esse processo.

Portanto, para a formação de um bom itinerário é importante contabilizar todos passos do trajeto, os fixos e os variáveis. Por isso, além da análise do melhor trajeto, o itinerário também deve considerar as condições do tempo, de estradas, as possíveis entregas agendadas e possibilidades de imprevistos. Com tudo isso em mãos, antes de cair na estrada, é a hora de colocar no papel a construção do itinerário.

Benefícios do Controle de Itinerário

A preferência de investimentos governamentais pelo modal rodoviário talvez seja um dos motivos pelos quais a maioria dos operadores logísticos adere a esse tipo transporte de cargas. Ao adotar um itinerário baseado em planejamento e responsabilidade, o operador logístico pode atrair diversos benefícios. Entre eles

  • Trânsito leve

O fato de se ter conhecimento do trajeto, bem como das condições de estradas e de tráfego pode fazer com o itinerário seja planejado a fim de cada trecho seja corrido nas melhores condições. Além de evitar acidentes, o condutor encontrará um trânsito que lhe permita dirigir com mais leveza e tranquilidade.

  • Segurança

Através do planejamento do itinerário, é possível também reforçar a segurança do condutor e da carga. Pois, um bom itinerário privilegia o acesso por regiões e horários mais seguros e melhores conservados, o que diminui significativamente o risco de acidentes e de roubos.

  • Economia

Um dos grandes ganhos da adoção de um bom itinerário é na economia. Um caminho bem planejado é uma excelente arma de aproveitamento de tempo e de recursos. Aliás, um impacto direto e significativo, por exemplo, é na economia de combustível. Isso acontece porque o itinerário reduz distâncias, logo, aumenta o aproveitamento do combustível.

  • Produtividade

Quando utilizado desde o início da cadeia logística, o itinerário também faz aumentar a produtividade. Essa característica é observada, por exemplo, quando na análise prévia se percebe a possibilidade de otimizar os espaços e diminuir a quantidade de veículos em viagem. Esses que foram liberados podem ser utilizados em novas operações. Também é possível encontrar uma maior produtividade quando o planejamento do itinerário faz diminuir o tempo de viagem. Nesse caso, a produtividade pode ser otimizada fazendo o tempo útil para novas entregas.

Dessa forma, é possível perceber que a observação de bons itinerários traz benefícios tanto para os operadores quanto para os fornecedores e clientes. A prática pode ser introduzida de forma manual quando se trata de uma pequena frota e operações menores. Contudo, o mercado já oferece excelentes ferramentas tecnológicas como softwares para a criação de itinerários para as operações logísticas.

Gostou? Então compartilhe!

2 Responses