Plotagem de carros: saiba tudo

Tendo surgido em Detroit, nos EUA, o hábito da plotagem de carros se espalhou rapidamente por todo o mundo. Embora tenha surgido com o propósito inicial de proteger a lataria e pintura dos veículos, tornou-se uma ferramenta de customização e estética.

No Brasil, a prática tem um enorme espaço no coração dos apaixonados por automóveis. Além disso, a evolução foi constante e significativa nas técnicas. O que antes se apresentava a apenas nas opções entre liso e fosco, agora contam com opções personalizadas e específicas para cada gosto.

A prática da plotagem de carros é, portanto, a junção da proteção com o desejo de diferenciação do veículo.

Vantagens da Plotagem de Carros

Nos casos de veículos particulares, o principal benefício da plotagem de carros é a proteção do veículo. Conforme as intenções iniciais da prática, a plotagem serve à proteção da pintura e lataria do carro. Além, claro, de lhe conferir identidade própria através de um design personalizado. Nos casos em que a pintura já esteja avariada, a adoção da plotagem também pode ser uma alternativa mais barata para os proprietários.

A plotagem de carros também é uma boa ferramente de uso em carros de frotas. Afinal, a partir da plotagem é possível apresentar aos olhos dos espectadores a marca desejada. Assim, a plotagem acaba por se fazer, também, uma maneira de marketing da empresa em questão. Através da plotagem, os veículos de frota são diferenciados e visíveis em meio ao caótico tráfego.

Entretanto, a plotagem também serve à identificação imediada dos veículos de frotas. Dessa maneira, diante das infrações como estacionamento em locais indevidos ou qualquer outro tipo de comportamento incorreto são facilmente identificados e imputados. Além disso, a depender do tipo de empresa identificada na plotagem dos veículos, é possível que sejam atraídos ladrões e vândalos interessados no veículo ou ocupações de seu interior.

Tipos de Plotagens

Com a crescente evolução do sistema de plotagem, surgem no mercado muitas opções de adoção da prática. Todas eles servem a um tipo específico de usuário, mas todas representam bem o sistema de plotagens.

Entre as táticas de plotagens mais comuns está, por exemplo, aquela feita porme meio de adesivo de vinil. Trata-se da maneira mais barata de utilizar a plotagem de carros. Por meio dela, é aplicado no veículo uma película de vinil que pode carregar vários desenhos e acabamentos. No fim, acaba sendo uma boa maneira de customização.

A plotagem também pode ser feita se valendo da técnica em que se utiliza o poliuretano. Embora não seja a prática ideal para a customização, é uma excelente arma de proteção do veículo. Afinal se trata da cobertura do veículo através de uma camada transparente de poliuretano. Assim, o veículo ganha uma película reforçada que absorve melhor os impactos superficiais que poderiam avariar a pintura do carro.

Por fim, embora não esgote as possibilidades, a plotagem pode ser feita através de um envelopamento líquido. Esta categoria é uma técnica diferenciada a ser realizada com uma tinta específica que, após a sua aplicação, se seca e se transforma em uma película. Além de não permitir a formação de bolhas, protege a lataria do sol.

 

Apesar das muitas possibilidades para se plotar um veículo, é importante se atentar para algumas questões antes de fazê-lo. No Brasil, por exemplo, existem regras a serem seguidas para que deseja utilizar os procedimentos. Elas são ditadas pelo Conselho Nacional de Trânsito e ocasionam punições em casos de descumprimento. A mais contundente delas, por exemplo, dita que os veículos não podem ter mais do que 50% de sua cor alterada. Caso o proprietário deseje ultrapassar esse limite, novos documentos do veículo devem ser providenciados.

[]
1 Step 1
Assine nossa newsletter e aprenda a tornar sua frota mais eficiente, sustentável e automatizada!
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Gostou? Então compartilhe!

One Response